Rosana Pinheiro-Machado: desigualdade de gênero no mundo acadêmico

O que temos, no fim das contas, no âmbito das melhores universidades do mundo, são mulheres que desistem antes do tenure porque é justamente essa jornada de horror de escolhas e abdicações entre os 30 e 40 anos. Muitas mulheres acabam em universidades com menores exigências. Afinal, as top 20 no mundo não foram feitas para mulheres. Continuar lendo →

Alternativa à musculação na academia

livros-sobre-fitness-post-coverGosto das aulas em grupo na academia e, nos dias de chuva, até encaro a esteira para não perder o treino, porque eu gosto mesmo é de correr na rua. Mas, pelo menos em um ponto, concordo com as mulheres que dizem não gostar de academia: não gosto da sala de musculação. Leia, neste post, a solução que encontrei. Continuar lendo →

Homens usam ameaça e força contra parceiras, mas negam ter cometido estupro

"Mais homens admitirão comportamentos sexualmente coercitivos e mais mulheres relatarão terem sido vítimas quando as descrições comportamentais são utilizadas em vez de rótulos. De fato, alguns homens responderão sim a questões perguntando se eles usaram de força para obter uma relação sexual, mas negarão ter estuprado uma mulher." Trecho do abstract da pesquisa "Negando o estupro, mas admitindo usar a força para obter relações sexuais: explorando as diferenças entre os entrevistados". Continuar lendo →

Monica Shores: Como respeitar trabalhadoras sexuais

No dia 17 de dezembro, Dia Internacional pelo Fim da Violência Contra Trabalhadoras Sexuais, publiquei a tradução de um artigo de Artemisia de Vine — como você pode ajudar a combater o estigma contra trabalhadoras sexuais — em que ela sugere outros dois artigos. Este é o segundo artigo indicado por Artemisia: como respeitar trabalhadoras sexuais. Continuar lendo →