Homens usam ameaça e força contra parceiras, mas negam ter cometido estupro

"Mais homens admitirão comportamentos sexualmente coercitivos e mais mulheres relatarão terem sido vítimas quando as descrições comportamentais são utilizadas em vez de rótulos. De fato, alguns homens responderão sim a questões perguntando se eles usaram de força para obter uma relação sexual, mas negarão ter estuprado uma mulher." Trecho do abstract da pesquisa "Negando o estupro, mas admitindo usar a força para obter relações sexuais: explorando as diferenças entre os entrevistados". Continuar lendo →

Monica Shores: Como respeitar trabalhadoras sexuais

No dia 17 de dezembro, Dia Internacional pelo Fim da Violência Contra Trabalhadoras Sexuais, publiquei a tradução de um artigo de Artemisia de Vine — como você pode ajudar a combater o estigma contra trabalhadoras sexuais — em que ela sugere outros dois artigos. Este é o segundo artigo indicado por Artemisia: como respeitar trabalhadoras sexuais. Continuar lendo →

Red Light Chicago: Como ser um aliado das trabalhadoras sexuais

No dia 17 de dezembro, Dia Internacional pelo Fim da Violência Contra Trabalhadoras Sexuais, publiquei a tradução de um artigo de Artemisia de Vine — como você pode ajudar a combater o estigma contra trabalhadoras sexuais — em que ela sugere outros dois artigos. E o primeiro deles é este sobre como ser aliado das trabalhadoras sexuais. Continuar lendo →

Artemisia de Vine: Como você pode ajudar a combater o estigma contra trabalhadoras sexuais

17 de dezembro é o Dia Internacional pelo Fim da Violência Contra Trabalhadoras Sexuais. Em seu texto, Artemisia de Vine — trabalhadora sexual em Sydney, Austrália — desafia seus leitores a ter atitudes e compartilhar uma mensagens que ajudem a combater o estigma contra as trabalhadoras sexuais. Continuar lendo →