Star Wars: Episódio VII – O Despertar da Força

Em 2012, assisti ao episódio Ameaça Fantasma quando foi remasterizado para ser exibido em 3D nos cinemas. Mas não tinha assistido aos outros episódios antes de comprar o ingresso, no dia 20 de outubro, para O Despertar da Força. O novo filme apressou a concretização da vontade, que sempre ficava para depois, de assistir as duas trilogias de Star Wars.

Comecei, em novembro, pela segunda trilogia e assisti ao episódio O Retorno do Jedi no dia 8 de dezembro. Se pude fazer uma maratona Star Wars para estar a par de toda a história, por outro lado, agora estou na mesma expectativa que todos os fãs pelos próximos filmes dessa nova trilogia.

ALERTA DE SPOILER. Ao prosseguir a leitura, depois da imagem, não diga que não avisei.

star-wars-the-force-awakens-post-cover

Rever Han, Leia, Chewie, R2, 3PO e Millennium Falcon – que, embora seja uma nave, também se torna a sua maneira um personagem querido – em uma nova história, na minha opinião, tão bem elaborada faz sair do cinema pensando “quando sai o próximo episódio?”.

O final de O Retorno do Jedi deixou pontas soltas para a continuação da história. Será que, ao final dessa nova trilogia, haverá mais deixas para a saga Star Wars prosseguir depois? Ou os Rebeldes conseguirão derrotar o Império?

Mas, antes disso, (SPOILER!) por que Ben entrou de cabeça no lado escuro da Força? Luke se tornou Jedi ao não matar Vader e possibilitar o retorno de Anakin. Então, ao matar seu pai, Ben selou definitivamente a aliança com o mal? Não há mais retorno pra ele?

E quanto a Rey? (SPOILER!) Diferente dos outros Jedis, ao que parece, ela foi capaz de aprender a usar a Força sem nenhum treinamento anterior. Luke foi treinado por Obi-Wan, o Tio Ben, e por Yoda; Rey, neste episódio, no máximo, recebeu uma orientação para “sentir a força” e já fez tudo isso??? Será uma Jedi poderosa!

E a Starkiller Base? Wow! Sim, eu gostei da história. (SPOILER!) Por outro lado, a maneira como os rebeldes escapam dessa nova super arma de destruição foi, essencialmente, a mesma com que escaparam de ser eliminados pela Death Star em New Hope e pela Death Star II em Return of the Jedi. Acredito que a fórmula de desativar um campo de proteção para conseguir atacar o ponto frágil de uma super arma de destruição enquanto os rebeldes escapam, por alguns segundos, de ser eliminados já foi muito bem usada em três filmes. Para os próximos, é preciso inovar.

Quero assistir ao episódio O Despertar da Força, pelo menos, mais uma vez para ter certeza que não perdi nenhum detalhe!

Publicado por Tatiane Pires

tatianepires.com.br

Enviar comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s