Uma resposta para “Liberdade de expressão made in USA”

  1. Nos EUA, a “liberdade de expressão e manifestação” permanece até o momento – desde que – não fique afetando os reais interesses da classe dominante privilegiada; mas em qualquer momento quando as autoridades que constituem os órgãos da organização política burguesa entenderem que os interesses e o poder politico da burguesia e do capital monopolista estejam sendo prejudicados pelos atos públicos e coletivos de sentimentos e opiniões levadas a efeito pelos explorados, oprimidos, indigentes, destituídos e excluídos – então de pronto – vem por parte da organização politica burguesa a repreensão e admoestação com violência e essas manifestações serão consideradas “ilegais” e “abusivas”, e podem ser impedidas, perseguidas, dispersadas ou reprimidas pela polícia. Portanto, a burguesia quando se sente incomodada recorre sempre utilizando a imperiosa máquina estatal para a repressão de seus adversários sociais.

Deixe seu comentário