Poesia e protesto

Poesia e protesto

Encontrei escrito em uma parede um protesto em forma de poesia, o autor se identifica como Leo.

poesia-e-protesto

Até 2014
Leo

Projeta-se no Porto
a Copa para uns poucos
alegres

(Quatro mil famílias
desalojadas na vila Tronco)

Exalta-se a corte,
dois ou três disputam
o lucro

(As obras renegam
a cidade como um todo)

Mistifica-se no país
a dominação capitalista,
o engodo

(Há tempos o esporte
em segundo plano)

Segrega-se a população
pela opressão dos ricos,
a “limpeza”

(A ganância privada
o descaso público)
E a vida?

Receba os posts do blog em seu email!


2011-02-10T01:58:17+00:00 fevereiro 2011|Aleatório|

Deixar Um Comentário