Consequências indesejáveis causadas pelo hábito de andar de bicicleta

Consequências indesejáveis causadas pelo hábito de andar de bicicleta

andar-de-bicicleta

Se você está pensando em substituir o seu carro, ônibus ou o metrô por uma bicicleta, então é importante saber o impacto dessa decisão.

8 efeitos colaterais sobre os quais você não foi informado ao comprar uma bicicleta:

1. Perda de peso. Se você está tentando ser gordo, o ciclismo não é para você. Ciclismo é conhecido por eliminar calorias das reservas de gordura do corpo.

2. Respiração lenta. Pessoas que andam de bicicleta regularmente precisam de mais tempo entre cada respiração, seja durante o exercício ou durante o tempo de descanso.

3. Perigosa redução do estresse. Aqueles que vão para o trabalho de bicicleta são menos propensos hostilidade, que é uma ferramenta importante para a sobrevivência no mundo de hoje.

4. Pontualidade. Ser capaz de navegar pelo engarrafamento da cidade, cortar em lugares onde os carros não cabem e escolher entre as ruas e ciclovias, muitas vezes deixa os ciclistas entediados esperando que os demais cilegas cheguem ao local de trabalho.

5. Estimulação mental sem cafeína. Aqueles que pedalam frequentemente conseguem adquirir uma capacidade natural para estar alertas, portanto não podem justificar a xícara matinal de café.

6. Sensação de invencibilidade. As pessoas que são o seu próprio transporte, muitas vezes sentem que podem realizar qualquer coisa.

7. Pode levar a outras atividades. Ciclismo promove a exploração, curiosidade, e até mesmo a dependência de outros veículos não motorizados.

8. Extrema alegria. Ciclistas regulares têm dificuldade em entender a ira dos motoristas de carros, também estão fora do passatempo popular de falar sobre o tráfego. E sorrisos demais podem causar linhas de expressão na face.

Traduzido do texto Las consecuencias indeseables de andar en bicicleta no blog Bicicletas, ciudades, viajes.

Receba os posts do blog em seu email!


2012-01-02T11:31:41+00:00 janeiro 2012|Esportes e Atividade Física|

Deixar Um Comentário